02 maio 2008

dias festivos

*
Existem aniversários feitos em casa com brigadeiros enrolados em mutirão, assim como festas em buffet que apenas são trocados os nomes dos aniversariantes. Tem quintal que toca 'créu' no último volume e tem salão com tratamento acústico que toca Partimpim. O que é melhor? Cada ano a gente escolhe o que é mais plausível para a criança, para os pais, para o bolso, para um momento familiar difícil, para a correria da vida moderna, para o resgate das relações afetivas. Cada qual conforme a consciência e os recursos. Opinião, todos temos (ainda bem) - e espaço para essas diversidades também. As festas são minutos de confraternização compartilhados. As verdadeiras comemorações estão embutidas nas rotinas diárias. O abraço dado e recebido do filho ao buscá-lo na escola é um momento mais que festivo. E ninguém nunca tirou foto disso.
*
nina, em comentário postado no blog da Rosely Sayão
*
*

2 comentários:

Lih Figueiredo disse...

Eu adoro festança de criança e realmente o abraço, o beijo, e as histórias depois da aula são pra lá de festivos.
Beijos.

nina disse...

lih, depois que a gente passa por um perrengue brabo, cada começo e final de dia é uma benção.
obrigada por estar por aqui