12 setembro 2008

colagem

*
**
Poucas pessoas manipulam com tanta qualidade a (des)ordem das palavras. O Tato é uma delas. Eu já disse que ele deveria montar um blog com as criações dele. Teimoso que só, insiste em responder não, não e não. Querido, a manÉ tem a sabedoria: tudo não passa de mera masturbação narcisóide-coletivacóide-infantilóide-corticóide.
*
Tato, com toda a honra, poder e glória, este blog pé-de-boi abre espaço para seus insights. Mi casa es tu casa.
Leitores, as palavras são dos mestres, a colagem é do Tato e os bytes são do nana-nina-não. Buen apetito.
*
*

*
CONFORTO NAS TREVAS
*
(Colagem – Otto Maria Carpeaux. J. R. R. Tolkien. William Golding.)
*

*
*
Eu, que experimentava todas as desgraças,
compreendo melhor — não existe consolo nos Círculos do Mundo.
*
Aceitar a realidade,
sem conformismo e sem evasões.
*
Invisível escuridão.

*
*

imagem: Young Man Nude Facing the Sea, de Hippolyte Flandrin, 1809-1864
*
*

2 comentários:

erica disse...

Nina, esse seu amigo Tato não tá com nada. Você escreve muito melhor, muito mais interessante !
Ele é muito fraquinho... Roubando os textículos dos outros.....

nina disse...

ah mana... eu nem ouso falar mal desse amigo... vai que ele faz um vudu de mim...
bj
ni